Como fazer uma boa gestão na construção civil?

Como fazer uma boa gestão na construção civil?

Os projetos estruturas demandam uma gestão na construção civil totalmente centrada, com foco direcionado para que o empreendimento imobiliário seja sólido, seguro e totalmente acessível. 

Seja uma moradia familiar, um shopping center ou um galpão industrial, há muitas partes móveis durante o desenvolvimento que demandam mão de obra capacitada, o que leva à necessidade de um gerenciamento coordenado com precisão. 

Assim como qualquer outro projeto imobiliário, a gestão na construção civil possui fases distintas, desde o desenho inicial, passando pelo planejamento, até a apresentação de um cronograma e a construção em si. 

Cada uma dessas fases possui facilidades, dificuldades, interferências de terceiros, como o próprio clima, que muda ao longo do tempo junto com as estações do ano. 

Por mais complexo que seja, quando se trata de uma coordenação aplicada, trabalho em conjunto, até mesmo com fornecedores e parceiros comerciais, o planejamento de uma  empresa de engenharia civil pode se encaixar no final. 

Em resumo, o trabalho de gestão na construção civil é um processo que exige etapas sequenciais, e cada uma delas exige organização do início ao fim.

Formalização da equipe de trabalho

Assim, é possível instalar um canteiro de obras organizado, prático, com materiais da construção dispostos conforme a necessidade, e profissionais responsáveis para cada setor. 

Por isso é importante contar com:

  • Arquiteto;
  • Engenheiro Civil;
  • Empreiteiro;
  • Pedreiro;
  • Eletricista;
  • Encanador;
  • Ajudante geral.

Outros profissionais podem formar parte da equipe, por tempo determinado, como uma empresa de plataforma elevatória preço, marceneiros, telhadistas e azulejistas, sempre desenvolvendo serviços pontuais que se somam conforme a estrutura imobiliária projetada.

De qualquer maneira, a gestão na construção civil permite a interação com uma variedade de processos de trabalho durante a vida útil de um projeto. 

Isso vale tanto para a arquitetura e engenharia, voltada para obras públicas e o planejamento de uma cidade, ou mesmo uma reforma residencial aplicada em uma casa, um sobrado ou um apartamento. 

Gestão de pessoas no canteiro de obras

As empresas voltadas para a área da construção civil lidam com as mais diversas situações em um canteiro de obras. Nenhum, entretanto, é mais crítico do que quando se trata de pessoas. 

Pode ser um trabalho que envolva uma equipe pequena, ou a supervisão de centenas de funcionários que se alternam continuamente, a pessoa responsável pela gestão na construção civil deve garantir que todos sejam ou estejam:

  • Bem informados;
  • Remunerados;
  • Treinados.

Além disso, é preciso identificar e garantir que necessidades específicas sejam atendidas nos espaços e conforme as obras.

Assim, a aplicação de ferramentas tecnológicas e digitais, como soluções de software baseadas em nuvem, além de aplicativos móveis, tornam esses desafios mais fáceis de lidar. 

Além disso, mantém o trabalho, e todos os funcionários, em pleno movimento e alinhados com os objetivos.

Para além da importância da tecnologia, é válido lembrar que processos tradicionais ainda funcionam, e são necessários, no setor da construção civil, como a presença de seguro de carros valor de materiais descartados, e que podem ser reaproveitados de alguma forma. 

Processos de gestão na construção civil

A gestão de projetos em um canteiro de obras requer uma ampla variedade de habilidades, juntamente com a capacidade de interagir com uma gama diversificada de parceiros comerciais e pessoas para liderar todo o conceito de construção,

Nesse caso, é importante que os gestores responsáveis por um projeto de construção sigam os princípios durante todas as fases e ciclos de vida da formalização de uma obra. 

Para isso funcionar de maneira adequada, é possível dividir por 4 etapas distintas, seguindo uma organização plena para aplicar a gestão na construção civil de forma bem-sucedida.

  1. Projeto

É responsabilidade do gestor de projeto garantir que a obra atenda a todos os códigos da construção civil, assim como outros regulamentos que assegurem a proteção dos trabalhadores e a estrutura física.

Por isso o conceito do projeto deve atender às necessidades básicas, assim como as metas e objetivos ao final da construção, 

As decisões devem ser tomadas a partir do tamanho do projeto, o local onde será instalado, a arquitetura e engenharia a seguir para as próximas etapas. 

Isso é composto por uma lista para cada cômodo, inclusive com a inserção de dados críticos e gerenciamento de riscos junto aos trabalhadores. 

A seguir vem o esquema do projeto e as características particulares, como:

  • Cores;
  • Materiais;
  • Tamanhos;
  • Texturas.

Isso inclui a planta baixa, as elevações e a planta do terreno. Assim é possível determinar espaços e definir a melhor forma de colocar a mão na massa, literalmente.

Consequentemente, o projeto se desenvolve, permitindo a contratação de profissionais capacitados, compra de materiais necessários, além de maquinários e ferramentas que serão utilizadas ao longo do projeto. 

Algo importante e que não pode ser ignorado de forma alguma se dá na formalização de documentos de contrato e aprovação do poder público.

Todas as especificações técnicas são reunidas em documentos que deixam aptas as construção do projeto, conforme determinado e aprovado.

  1. Pré-construção

A atribuição de um gestor no canteiro de obras permite a contratação de profissionais para cada setor definido da obra, que pode ser até mesmo um tratorista para o planejamento do terreno, escavadoras para a abertura de sistema hidráulico e instalação de energia elétrica. 

Soma-se a isso os profissionais que lidam com as atividades da construção, desde a formação da fundação e o desenvolvimento do projeto apresentado em formato de planta estrutural da arquitetura.

A parceria com uma empresa de alarmes monitorado pode ajudar em diferentes etapas, com mão de obra especializada para a remoção de entulho e demais resíduos sólidos da construção civil e que podem ser encaminhados para a reciclagem. 

O canteiro de obras deve estar pronto para os trabalhos e, mesmo que tenha de lidar com questões ambientais, como adequação do solo para a implementação da obra, a pessoa responsável pela gestão na construção civil deve se atentar aos detalhes e resoluções.

  1. Compras

O setor de compras é imprescindível para uma gestão segura e devidamente planejada. Sem os materiais adequados, é impossível começar qualquer obra, a não ser serviços pontuais como o preparo do terreno e ajustes de documentação.

Para cada produto e serviço há o momento mais adequado, como comprar cintas de amarração para o acabamento dos cômodos, que deve ser feito apenas ao final da obra. 

Isso permite que o espaço esteja ocupado apenas pelo que realmente precisa estar presente no canteiro de obras, e não sofre nenhum dano até que chegue a hora de ser empregado na decoração ambiente, ou em estruturas de proteção, como guarda-corpo de vidro para mezanino.

  1. Construção

Definido o cronograma da obra, as horas de trabalho, o armazenamento dos materiais, o controle de qualidade e acesso ao local, é dada a largada para as atividades no canteiro de obras. 

O planejamento da gestão na construção civil envolve cronograma de pagamento e processos de entrega, tanto para cumprir as obrigações financeiras quanto para manter a força de trabalho dentro de um ambiente produtivo. 

As ordens de serviços de um gestor dentro do canteiro de obras devem ser detalhadas o suficiente para evitar qualquer mal-entendido entre o proprietário da obra, quem é responsável pelo andamento dos trabalhos e pelos funcionários. 

Ao final dos trabalhos, é preciso se certificar de que todos os requisitos foram atendidos e, de forma geral, garantir que as empresas de laudo técnico eletrico fizeram todas as instalações conforme especificações técnicas, assim como fornecimento de gás, energia elétrica e água.

Benefícios a partir da gestão na construção civil

A presença de um profissional de gestão em um canteiro de obras visa equilibrar as necessidades competitivas de custo, projeto e cronograma. 

Projetos de grande porte podem contar com centenas de participantes, e todos precisam manter o foco dentro do setor em que atuam.

Quanto mais cedo um gestor estiver presente, mais serão os benefícios. A maioria das oportunidades são identificadas durante as fases de planejamento pré-construção, sendo duas das quatro etapas apresentadas anteriormente. 

Conclusão

Quando um projeto estiver concluído, vale a pena reunir as equipes de trabalho para fazer uma análise e avaliação de desempenho. 

Sempre há espaço para melhorias, logo, é necessário discutir todas as áreas que possam apresentar algum problema, mesmo que ínfimo, e discutir sobre como melhorar em um próximo projeto. 

No entanto – e isso é importante em qualquer situação -, vale destacar todos os sucessos, e determinar como isso pode ser aplicado no próximo projeto, como forma de continuidade na implementação de melhorias constantes. 

A apresentação de problemas e soluções sobre o uso de portas de madeira preços utilizado na cobertura, por exemplo, pode facilitar a gestão na construção civil, pois é possível evitar erros e aumentar a produtividade das equipes conforme estabelecido no cronograma de trabalho. 

Essa reunião final ajuda a chegar a uma avaliação honesta quanto ao desempenho em todo o projeto e, de maneira clara, destacar formas de melhorar ainda mais no próximo trabalho.